Escuteiros da Europa
Utilizador
Password
 
 
 
» Home » Tema 2017-2018
TEMA DO ANO ESCUTISTA 2017-2018
O Escuteiro reconhece em Jesus Cristo a sua fonte de Esperança.
A Guia reconhece em Jesus Cristo a sua fonte de Esperança.

Caríssimos Amigos,

Ao percorrermos os Evangelhos encontramos narrada pelos quatro Evangelistas a vinda de Jesus a este nosso mundo, ou seja, a forma como Deus visitou e redimiu o seu povo. Nessas narrativas, impressiona o efeito que Jesus causava nas pessoas. Jesus exercia um fascínio que a poucos deixava indiferentes.

Começaram por ser os pastores de Belém, que foram atraídos à gruta pelo menino envolto em panos e deitado numa manjedoura (Lc 2, 8-19); depois foram Simeão e Ana que foram atraídos por aquele menino, quando Maria e José o foram apresentar no templo (Lc 2, 22-39); depois do baptismo, são os discípulos de João Baptista que se sentem fascinados por Jesus e que o seguem, querendo saber onde mora (Lc 1, 35-39); estes tornam-se discípulos de Jesus, e vão chamar outros, e o grupo vai aumentando; o fascínio de Jesus vai atingindo cada vez mais gente, e entre estes, o jovem rico, que deseja saber o que deve fazer para ter a vida eterna, mas que acaba por não seguir Jesus... (Mt 18, 16-30); outros ultrapassam grandes dificuldades para conseguir um encontro com Jesus, como Zaqueu que era pequeno e que, para poder ver Jesus, sobre a uma árvore (Lc 19, 1-10); ou Nicodemos que o vai procurar de noite (Jo 3, 1-21); episódio também muito significativo é o dos gregos que vão ter com Filipe porque querem ver Jesus (Jo 12, 20-24). Para além destas passagens evangélicas, poderíamos referir um número quase infinito de outras passagens nas quais Jesus é procurado por quem sofre, pelos doentes, pelos pecadores, por quem tem alguma necessidade para si e para outros. Ou seja: Jesus era claramente a fonte da esperança para toda aquela gente.

E para mim, que sou cristão, que já sou discípulo de Jesus: Jesus é realmente a minha fonte de esperança? Jesus é o centro da minha vida? Jesus é o tudo da minha vida?

Jesus não pode constituir apenas uma presença na vida de um cristão, à maneira de outras presenças mais ou menos importantes. Ter Jesus, e ser de Jesus é uma questão de vida ou de morte. É a questão do sentido da vida e da existência. Por isso, Jesus não é nem pode ser simplesmente mais uma questão da minha vida: Jesus é A QUESTÃO, por excelência! É a resposta generosa de Deus aos nossos anseios mais profundos, e que vai para além de tudo aquilo que nós mais poderíamos desejar, depois de desiludidos e defraudados por tantas falsas esperanças. Perante a maravilha que era Jesus, muitos ficavam impressionados, e perguntavam-se: mas quem é este?!

E, para mim, quem é Jesus?

Só o poderemos conhecer como ele quis ser conhecido, ou seja, através dos Apóstolos, ou seja, na Igreja. Os Apóstolos são as testemunhas da vida e dos ensinamentos de Jesus que no fim ele enviou, para que baptizassem e ensinassem ao mundo o que Jesus lhes ensinou. Por isso, temos a feliz oportunidade de conhecer Jesus, nossa esperança, na Bíblia (que devemos de ler e meditar todos os dias, usando, por exemplo, o Evangelho do dia), e na doutrina dos Apóstolos através do Catecismo da Igreja Católica, Youcat, etc. Mas a forma mais forte e transformadora do encontro com Jesus, é através dos Sacramentos que Ele nos deixou, precisamente para poder estar connosco todos os dias até ao fim dos tempos.

De que estás à espera? Não percas tempo: conhece Jesus, encontra-te com Ele por estes maravilhosos meios que Ele nos deixou, e encontrarás a verdadeira felicidade!


Padre Fernando António, sj

       
 
 
 
2008 © Associação das Guias e Escuteiros da Europa, Portugal - Todos os direitos reservados